Categorias
Quais efeitos colaterais de remédios emagrecedores? Descubra
Comprimidos Emagrecedores

Quais efeitos colaterais de remédios emagrecedores? Descubra 

Conteúdo

Hoje em dia, uma parcela significativa de nutricionistas, principalmente aqueles que trabalham na linha comportamental, vão dizer que o melhor caminho para perder peso é adotando uma alimentação equilibrada e praticando exercícios físicos

Por mais saudável que seja, infelizmente essa não é a realidade de todos. Há pessoas que não conseguem perder peso somente com exercícios físicos e alimentação saudável. Essas necessitam de algo mais potente, como os remédios emagrecedores, por exemplo. 

Acontece que os efeitos colaterais de remédios emagrecedores são fortes e graves em muitos casos. Por isso, o acompanhamento de um médico se faz necessário para minimizar os riscos e aumentar as chances de o paciente atingir seus objetivos. 

No texto de hoje, você vai conhecer os principais efeitos colaterais desses medicamentos e descobrirá algumas informações importantes sobre eles, incluindo as indicações e contraindicações. Sim! Nem todos podem usar remédios para emagrecer. 

Continue o artigo para saber mais. Boa leitura!

Conheça os melhores produtos emagrecedores 2021

Entenda como os remédios emagrecedores agem no organismo 

Antes de saber quais os efeitos colaterais de remédios emagrecedores, é importante entender como eles agem no organismo. 

O primeiro ponto é estar ciente de que eles são medicamentos manipulados em laboratórios destinados à redução de peso. Como possuem elementos químicos em sua composição, eles alteram o padrão de funcionamento de certa região do corpo, por isso causam efeitos colaterais. 

Atualmente, há diversos tipos de medicamentos para emagrecer e cada um deles age de uma determinada maneira. 

Há remédios que agem sobre a fome inibindo o apetite, atuando na serotonina reduzindo a ansiedade por comida, diminuindo a absorção de gordura pelo organismo, acelerando o metabolismo para a queima de gordura, lentificando a digestão para o aumento da sensação de saciedade etc. 

Para saber qual escolher, será necessário a avaliação de um médico sobre o seu caso e considerar a sua dificuldade para perder peso, se a causa é por falta de controle para comer… Se é ansiedade por comida… Entre outros. 

Para quem eles são indicados?

Os remédios emagrecedores são indicados pelo médico endocrinologista, exclusivamente para aquelas pessoas que não conseguem perder peso com alimentação balanceada e prática de exercícios físicos. 

Além disso, eles são indicados também para pessoas que apresentam IMC acima de 30, pois já é considerado obesidade, e acima de 27 quando há problemas de saúde, como colesterol alto, pressão alta e diabetes. 

Em ambos os casos, os remédios só podem ser indicados quando a pessoa não consegue seguir uma dieta, muito menos exercícios. 

Os melhores complexos emagrecedores 20212

Em que casos os remédios emagrecedores são contraindicados?

Os efeitos colaterais de remédios emagrecedores podem ser ainda mais graves em casos em que não há a necessidade de utilização desses medicamentos. 

É o caso de pessoas saudáveis com IMC abaixo de 30 ou com IMC abaixo de 27 ainda que apresente questões de saúde, como colesterol alto e pressão alta também. 

Além disso, indivíduos que desejam perder até 15 kg não devem fazer uso desses remédios.

Se você se encaixa em alguns desses casos, saiba que há outros métodos para emagrecer. No final do artigo você saberá quais são. 

Compostos emagrecedores

Conheça os efeitos colaterais de remédios emagrecedores 

Agora que você já sabe quais as indicações e contraindicações para os remédios emagrecedores, chegou a hora de conhecer os principais efeitos colaterais. 

Os mais comuns são:

  • Ansiedade;
  • Anemia;
  • Diarreia ou Prisão de ventre;
  • Boca seca;
  • Depressão;
  • Irritabilidade;
  • Insônia;
  • Tremores;
  • Hipertensão pulmonar;
  • Enjoo;
  • Alteração da frequência cardíaca. 

Em casos mais graves e dependendo da medicação, a pessoa pode apresentar:

  • Taquicardia;
  • Urticária;
  • Acidente Cardiovascular Cerebral;
  • Convulsões;
  • Manchas na pele;
  • Cefaleia.

É importante salientar que nem todas as pessoas apresentam todos ou algum desses sintomas. Entretanto, cada organismo reage de uma certa forma, por isso o acompanhamento médico é indispensável. 

Métodos para emagrecer sem precisar tomar remédios 

Se você não se encaixa nas indicações para os medicamentos de emagrecimento, então não precisa correr o risco de enfrentar os efeitos colaterais de remédios emagrecedores. Há outras opções para perder peso. 

Dentre elas, está a prática regular de exercícios físicos. Eles irão estimular a queima de gordura, principalmente da região abdominal, braços e pernas, fortalecendo os músculos para deixar o corpo definido. 

A alimentação também é muito importante e deve ser rica em nutrientes e vitaminas. 

Em todos os casos, peça ajuda de um profissional para te ajudar a elaborar um plano de emagrecimento. Assim, você saberá exatamente o que deve ser feito e em breve atingirá seus objetivos. 

Perguntas mais comuns

Os efeitos colaterais prejudiciais à saúde não param por aí: “Remédios para emagrecer produzem dependência química, ansiedade, insônia e até psicose e transtornos obsessivos compulsivos que prejudicam o tratamento contra a obesidade”

Os anorexígenos (anfepramona, femproporex, mazindol), podem causar irritabilidade, insônia ou sono superficial, tremores, depressão ou se alternam períodos de estímulo com períodos de depressão, aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca.

A Fluoxetina é um medicamento para controle da ansiedade, mas também é amplamente utilizada para emagrecer. Sua ação baseia-se em controlar a compulsão alimentar e promover a perda de peso.

As substâncias utilizadas atualmente para tratamento de obesidade agem por uma ou mais das seguintes vias: reduzem a ansiedade, controlam quadros de compulsão alimentar, reduzem apetite, aumentam saciedade e reduzem absorção de gordura pelo trato gastrointestina

Artigos relacionados